BRASIL, Sudeste, NITEROI, ICARAI, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Cinema e vídeo
ICQ - 138820588

 


 

 03/10/2004 a 09/10/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 15/08/2004 a 21/08/2004
 08/08/2004 a 14/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004



 UOL - O melhor conteúdo
 Site oficial
 sobre música
 Página pessoal de Jorge Lucio de Campos
 Blog pessoal de Eduardo Salustiano
 Edição limitada
 Sandra Marcia Enes de Campos



 Vote agora!


 
Visitante número:
 
Informações sobre Barbara Cartland




Vou colocar hoje um texto que peguei na internet. Esse texto fala de um fórum de debates no qual Barbara Cartland foi incluída.

" O fórum de debates do nosso site "ferveu" semana passada e continua quente com a pergunta: "O Escritor é um Sedutor?" Paula comenta sobre Barbara Cartland escritora que já vendeu mais de um bilhão de exemplares dos seus 723 títulos, foi traduzida em 36 idiomas e só perde para a Bíblia em número de leitores. O que existe de tão sedutor nesta velhazinha bem perua que faz o sucesso que a maioria dos escritores sonha? Como fazer esta sedução?

Ela segue a fórmula de Janete Clair, novelista brasileira e de muitos folhetinistas que a antecederam: coloca uma jovem, bonita e inocente no tronco e desce o chicote, ou seja, cria infortúnios em quantidade suficiente para o leitor torcer desesperadamente para que o herói a salve. E como o herói é, sempre, bonito, forte e relutante aos encantos do sexo feminino (por ter sofrido várias desilusões ou por cinismo mesmo), a jovem inocente acaba resgatando-o também, provando que o amor incondicional salva o pior dos homens.

Ora, qual é a mulher que não gostaria de ter aos seus pés, convertido pela sua capacidade amorosa e doçura, um homem desejado por todas, mas, até então, incapaz de amar nenhuma? Parece que este é um sonho recorrente de milhões de mulheres, a legião de leitoras de Barbara Cartland no mundo todo.

Se enganam os leitores que pensam ser todo best seller um texto de fórmula simples. Não dá para dizer que Sidney Sheldon, Stephen King e Barbara Cartland vendem muitos livros porque escrevem do mesmo jeito. É verdade, porém, que eles seduzem leitores com intensidade semelhante e, até certo ponto, conseguem garantir a fidelidade deles. Quais as diferenças de sedução entre esses autores de sucesso? E as semelhanças?

As semelhanças estão nas perdas sofridas pelos personagens, na necessidade de um herói para superá-las, nos sentimentos básicos como amor, ódio, inveja, esperança de redenção. Esses autores também se identificam com o texto de prazer o que prioriza o enredo, a narrativa. Aí terminam os pontos em comum.

As diferenças são imensas: Stephen King, Sidney Sheldon e Barbara Cartland querem discutir coisas distintas nas trajetórias de seus heróis, com maior ou menor profundidade e buscando seduzir leitores para idéias e sentimentos, às vezes, opostos. O perfil do escritor que nos seduz diz muito a respeito deles, mas diz mais ainda sobre nós, os seduzidos, quer dizer, os leitores. Qual o seu perfil? "




Escrito por Nathalia E. C. às 22h45
[] [envie esta mensagem
]



1930- Desenha e produz o primeiro concurso após a Guerra - "Inglaterra e suas indústrias" - no Albert Hall. O príncipe de Wales a congratula. 12.000 libras são conseguidas para caridade.

1931- Tem a idéia de um avião planador.

1932- Redecora e faz sucesso no famoso clube Embassy.

1933- Dá um dos melhores furos na história do jornal para a Imprensa- o Prisioneiro na Torre.

Casamento é desfeito.



Escrito por Nathalia E. C. às 23h18
[] [envie esta mensagem
]



[ ver mensagens anteriores ]